Canadá quer impor taxa de 10% para o consumo legal de maconha

Toronto, 10 nov (EFE).- O governo do Canadá propôs nesta sexta-feira estipular um imposto de ao redor de um dólar canadense por cada grama de maconha vendida quando o consumo de cannabis for legalizado no país, previsivelmente no ano que vem.

A proposta tributária apresentada hoje pelo governo do primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, poderia representar uma receita de até 1 bilhão de dólares canadenses, cerca de US$ 790 milhões, para os cofres públicos.

O imposto seria dividido em partes iguais entre o governo federal e as autoridades regionais.

A proposta tributária para a legalização do consumo de maconha será discutida em dezembro entre o ministro das Finanças do Canadá e seus equivalentes regionais.

O imposto representa cerca de 10% do preço de venda que terá a maconha produzida legalmente para consumo recreativo.

Bill Blair, o ex-chefe de polícia de Toronto que foi encarregado por Trudeau para iniciar a legalização do consumo de cannabis com fins recreativos, declarou hoje que a proposta "ajudará a manter a maconha fora do alcance de jovens e o lucro longe das mãos de criminosos".

Os especialistas assinalaram que, com o imposto proposto hoje pelo governo de Trudeau, o preço de um grama de maconha legalizada será equivalente ao preço do mercado ilegal.

Trudeau quer que o consumo recreativo da maconha seja legalizado no Canadá até julho do ano que vem, o que transformará esta nação no maior país industrializado onde a cannabis é totalmente legal.

O governo canadense já apresentou um projeto de lei no parlamento do país que está sendo analisado na Câmara dos Comuns e que, posteriormente, terá que ser aprovado pelo Senado.

O projeto de lei cumpre a promessa eleitoral realizada por Trudeau no final de 2015, quando o então candidato se comprometeu a descriminalizar o consumo de maconha para proteger os menores de idade e eliminar uma fonte de financiamento de organizações criminosas.

De acordo com um estudo recente, o mercado de cannabis representará um segmento de 23 bilhões de dólares canadenses (US$ 18,4 bilhões) quando estiver legalizado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos