Polícia chinesa detém 140 supostos mafiosos em banquete de casamento

Pequim, 10 nov (EFE).- A polícia da província chinesa de Cantão, no sul do país, interrompeu um banquete de casamento na cidade de Shenzhen para deter 140 supostos membros de um grupo mafioso, alguns deles armados com barras de metal e facas, informou nesta sexta-feira o jornal de Hong Kong "South China Morning Post".

As detenções fazem parte de uma campanha massiva contra o crime organizado que, ao longo deste ano, levou à detenção de 1.420 suspeitos de 130 tríades (grupos mafiosos do sul da China).

Segundo a imprensa de Hong Kong, o grupo desmantelado no banquete de casamento estava liderada por dois irmãos e operava desde 1999 com atividades que abrangiam desde a gestão de cassinos ilegais até o narcotráfico, a extorsão e o roubo.

A polícia não detalhou em que dia aconteceu a operação, mas divulgou fotografias das detenções, perante o olhar atônito de convidados do casamento.

Alguns dos membros da tríade estavam acusados de vandalismo e estiveram envolvidos em disputas com mafiosos de grupos rivais.

A campanha abrange 21 cidades de Cantão, uma das províncias mais ricas da China, mas também centro mundial do narcotráfico e do contrabando, devido à sua estratégica posição perto do sudeste asiático.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos