Promotoria de Los Angeles cria equipe especial sobre assédios em Hollywood

Los Angeles (EUA), 10 nov (EFE).- A promotora do condado de Los Angeles (Califórnia), nos Estados Unidos, Jackie Lacey, anunciou na quinta-feira a criação de uma equipe especial para avaliar e investigar os vários casos de abuso e assédio sexual em Hollywood, que vieram à tona nas últimas semanas.

Através de um comunicado, Jackie explicou que este grupo será formado por promotores com experiência em crimes sexuais que trabalharão em equipe para "garantir um enfoque comum na revisão legal e possível perseguição de qualquer caso que cumpra com os padrões legais e e de direito" para ser punível.

Jackie Lacey afirmou que "até o momento" não receberam nenhuma solicitação das forças de segurança para apresentar acusações e destacou que estão em comunicação permanente com os corpos policiais de Los Angeles e Beverly Hills.

O jornal "Los Angeles Times" afirmou ontem que a polícia local está investigando pelo menos duas acusações de agressão sexual contra o produtor Harvey Weinstein e uma que tem o ator Ed Westwick como suposto.

Além disso, a polícia de Beverly Hills tem abertas duas investigações em relação a Weinstein e ao cineasta James Toback.

Após o escândalo em torno do poderoso produtor Harvey Weinstein, denunciado por dezenas de mulheres em diferentes casos de agressão sexual, Hollywood vive uma enorme polêmica diante do surgimento de novas acusações de abuso e assédio sexual que envolvem atores como Kevin Spacey, Dustin Hoffman, Louis C.K. e Ed Westwick, e cineastas como Brett Ratner e James Toback.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos