Turquia detém 82 estrangeiros suspeitos de querer unir-se ao EI na Síria

Ancara, 10 nov (EFE).- A polícia da Turquia deteve nesta sexta-feira 82 estrangeiros acusados de planejar viajar para a Síria para lutar nas fileiras do grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

A operação policial começou pouco depois da meia-noite de forma simultânea em sete bairros de Istambul, segundo informou o jornal turco "Hürriyet".

Os agentes realizaram batidas em 14 casas e detiveram 82 pessoas de nacionalidade estrangeira que supostamente estavam esperando nestes apartamentos para realizar a viagem à Síria e integrar-se ao grupo armado radical.

A polícia também apreendeu abundante material digital e documentos relacionados com a organização, acrescentou o jornal.

Os detidos serão deportados aos seus países de origem, o procedimento habitual na Turquia quando se trata de simpatizantes do EI dispostos a lutar na Síria, mas sem responsabilidades dentro da organização.

Ainda não foram divulgadas informações detalhadas sobre a nacionalidade dos detidos.

Esta operação contra as redes do Estado Islâmico foi realizada como parte das medidas de segurança para as cerimônias previstas ara hoje, quando a Turquia lembra o 79º aniversário da morte de Mustafa Kemal Atatürk, o fundador da República.

Já ontem, a polícia realizou batidas em 250 casas em Ancara e deteve mais de 170 suspeitos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos