UE tirará Farc da sua lista de organizações terroristas na segunda-feira

Bruxelas, 10 nov (EFE).- Os ministros de Relações Exteriores da União Europeia (UE) pretendem eliminar as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) da sua lista de organizações terroristas na segunda-feira durante um Conselho em Bruxelas, anteciparam nesta sexta-feira à Agência Efe fontes comunitárias.

A decisão política estava tomada de antemão e na segunda-feira os ministros esperam ratificar esse consenso, segundo as fontes, que acrescentaram que o Comitê de Embaixadores Permanentes da UE, os embaixadores dos 28 países-membros, já remeteram os atos jurídicos correspondentes para que sejam respaldados pelos ministros.

O assunto chegará ao Conselho em forma de "ponto A" na agenda, ou seja, um ponto da ordem do dia que será aprovado sem debate.

A UE já mantinha as Farc suspensas da sua lista terrorista desde 26 de setembro de 2016, para encorajar o processo de paz na Colômbia.

As Farc foram incluídas em tal lista no dia 9 de setembro de 2001.

A suspensão permitia anular provisoriamente as sanções vinculadas à sua presença nessa lista, que inclui o congelamento de bens e a proibição de pôr fundos à sua disposição.

A lista da UE em matéria de terrorismo inclui pessoas ou grupos que atuam dentro ou fora do território do bloco e é revisada regularmente pelo Conselho (instituição na qual estão representados os governos dos Estados-membros) pelo menos a cada seis meses.

Os integrantes da lista podem ser alvo de congelamento de fundos ou bens financeiros na UE ou de medidas restritivas em relação com a cooperação policial e judicial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos