Unesco confirma ex-ministra francesa como nova diretora-geral

Paris, 10 nov (EFE).- A Conferência Geral da Unesco confirmou nesta sexta-feira a escolha da ex-ministra de Cultura da França, Audrey Azoulay, para dirigir o organismo durante os próximos quatro anos.

O principal órgão reitor da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) validou a decisão do último dia 13 de outubro do Conselho Executivo da agência.

Hoje, Azoulay, que precisava de 76 votos para ser eleita, conseguiu 131 a favor e apenas 19 contra.

Em toda a história da Unesco, fundada em 1945, a Conferência Geral nunca rejeitou o candidato eleito previamente, razão pela qual sua vitória era dada como certa.

Azoulay, de 45 anos, assumirá seu cargo no próximo dia 15 em substituição da búlgara Irina Bokova, que esteve no comando do organismo durante oito anos.

A francesa chega à Unesco em um momento crítico da organização, depois que em outubro Estados Unidos e Israel anunciaram sua saída por conta de descontentamentos com seu modo de funcionamento e pela sua suposta "tendência anti-israelense".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos