Terremoto em cidade iraniana na fronteira com Iraque deixa ao menos 2 mortos

Teerã, 12 nov (EFE).- Pelo menos duas pessoas morreram neste domingo na cidade de Ghasr Shirin, no Irã, perto da fronteira com o Iraque, por causa do terremoto de magnitude 7,2 na escala Richter que sacudiu o país vizinho.

O governador de Ghasr Shirin, Faramarz Akbari, citado pela agência oficial "Irna", explicou que, além das duas vítimas mortais, há "um grande número de feridos".

Até o momento não foi possível quantificar os danos pois a rede telefônica e o sistema de energia elétrica foram afetados pelo tremor, segundo Akbari.

O terremoto aconteceu às 18h18 GMT (16h18 de Brasília), perto da cidade iraquiana de Halabja, na região fronteiriça com o Irã, a uma profundidade de 33,9 quilômetros, informou hoje o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês).

O Centro Sismológico da Universidade de Teerã, por sua vez, indicou que o terremoto no Irã foi de magnitude 4,5 e seu hipocentro foi situado a uma profundidade de oito quilômetros na província de Kermanshah.

O Irã tem grande atividade sísmica e sofre terremotos com frequência. Os mais graves registrados até hoje ocorreram em dezembro de 2003 e em junho de 1990, e mais de 30 mil pessoas morreram em cada um deles.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos