Ataque em Deir ez-Zor mata 13 militares sírios e 6 combatentes do EI

Cairo, 9 nov (EFE).- Pelo menos 13 soldados das forças sírias e seis combatentes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram ontem em um ataque dos radicais ao aeroporto militar da cidade de Deir ez-Zor, informou nesta terça-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG explicou que seis combatentes chechenos do EI atacaram a base aérea com metralhadoras e mataram 13 membros das tropas governamentais e causaram ferimentos em outros, embora o Observatório não tenha especificado o número.

Os seis jihadistas morreram no ataque e um deles detonou um colete de explosivos que estava preso ao seu corpo.

Segundo o Observatório, este é o primeiro ataque do EI em Deir ez-Zor desde que as forças governamentais recuperaram a cidade, antes controlada pelo EI, no último dia 2 de novembro.

A província de Deir ez-Zor é desde setembro palco de duas ofensivas que transcorrem separadamente, uma das forças governamentais sírias, respaldadas pela aviação da Rússia, e outra das Forças da Síria Democrática (FSD), que contam com o apoio da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos