Novo assassinato aponta para possível assassino em série na Flórida

Miami, 14 nov (EFE).- Após a polícia de Tampa (Flórida) encontrar o corpo de uma pessoa morta a tiros depois de um alerta de moradores da região, a tese de um assassino em séria ganhou força, já que trata-se da quarta morte em pouco mais de 30 dias, informou nesta terça-feira a mídia local.

A polícia de Tampa foi alertada por moradores do bairro Seminole Heights, que disseram ter ouvido disparos durante a madrugada.

Uma vez no local, agentes da polícia encontraram o corpo de um homem cuja identidade não foi divulgada, informou o canal "Local 10 News".

No entanto, a polícia não estabeleceu ainda uma relação direta deste crime com as investigações abertas para resolver outros três assassinatos ocorridos no último mês no mesmo bairro.

Os outros três casos correspondem a dois homens que estavam sozinhos e que tinham descido de um ônibus durante a noite quando foram assassinados a tiros sem motivo aparente, e a uma mulher cujo corpo foi achado num solar na mesma região.

O primeiro assassinato foi o de Benjamin Mitchell, um jovem de 22 anos cujo corpo foi encontrado em 9 de outubro perto da parada onde desceu do ônibus.

Perto de ontem Mitchell morreu, a polícia encontrou alguns dias depois Monica Caridad Hoffa, de 32 anos, assassinada também com um disparo.

A terceira vítima foi Anthony Naiboa, de 20 anos, que foi encontrado morto com um disparo quando voltava para casa após ter descido de um ônibus, dez dias depois da morte de Mitchell.

Pouco antes, o seu pai tinha ligado à polícia para reportar que seu filho, que sofria de autismo, estava desaparecido.

As autoridades locais estão investigando um vídeo capturado por uma câmera de vigilância na qual é possível ver uma pessoa perto da área onde Naiboa foi assassinado, embora, segundo informou o chefe da Polícia de Tampa, Brian Dugan, não é possível precisar nem o gênero, nem idade e raça da pessoa.

As autoridades suspeitam que as quatro mortes podem estar relacionadas entre si, pela hora na qual ocorreram e porque as vítimas, que não têm qualquer relação entre elas, fizeram viagens de ônibus e estavam sozinhas.

As autoridades locais ofereceram uma recompensa de US$ 25 mil a quem der informações que leve à resolução destes assassinatos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos