Coalizão internacional afirma que EI perdeu 95% do seu território

Amã, 15 nov (EFE).- O enviado especial dos Estados Unidos para a coalizão internacional que luta contra o grupo Estado Islâmico (EI), Brett McGurk, afirmou nesta quarta-feira que os terroristas perderam 95% dos territórios controlados na Síria e no Iraque.

Durante uma reunião em Amã, capital da Jordânia, com países e órgãos que fazem parte da aliança contra os jihadistas, McGurk pediu que sejam realizados "movimentos políticos e diplomáticos para apoiar as vitórias militares" obtidas contra o EI.

As informações foram divulgadas pela agência de notícias jordaniana "Petra", que, além disso, revelou que 7,5 milhões de pessoas foram libertadas do domínio do EI. Além disso, 2,6 milhões de iraquianos puderam voltar para suas casas.

"O EI não conseguiu recuperar nem um metro do território que perdeu", disse o Departamento de Estado dos EUA em nota.

O enviado especial também ressaltou que os combatentes estrangeiros praticamente não chegam mais na Síria. Os que conseguem cruzar a fronteira do país, segundo McGurk, estão sendo monitorados e capturados posteriormente.

McGurk disse que a coalizão ajudou à Interpol a elaborar uma base de dados de 43 mil pessoas. Esses dados devem servir como informação por outros países para o controle na fronteira.

"As finanças do EI estão no seu nível mais baixo e a pressão não para de aumentar. A coalizão também está bloqueando as mensagens do EI 24 horas por dia, trabalhando com os aliados para estabelecer uma rede que contenha, rejeite e combata a propaganda terrorista", explicou o enviado especial americano.

McGurk celebrou o fato de o EI já não ter uma capital, após as conquistas das cidades de Mossul e Al Raqqa.

O trabalho agora, segundo o enviado especial, é trabalhar para que os jihadistas não se escondam em outros países, como a Líbia, as Filipinas e o Afeganistão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos