Senador que busca reeleição é espancado e esfaqueado no Chile

Santiago do Chile, 15 nov (EFE).- O senador chileno Fulvio Rossi, que busca sua reeleição nas eleições do próximo domingo, foi atacado nesta sexta-feira a socos e facadas na cidade de Iquique e permanece internado no hospital local, informaram fontes da sua campanha.

Médico de profissão, Rossi foi agredido no setor Península de Cavancha, dessa cidade, capital da região de Tarapacá, a 1.854 quilômetros de Santiago, enquanto realizava atividades de campanha, por dois indivíduos que o bateram na cabeça com um objeto contundente e o esfaquearam na região abdominal.

No hospital foi internado em estado grave, mas sem risco de morte, enquanto a polícia já iniciou as investigações para encontrar os agressores.

A governadora de Tarapacá, Claudia Rojas, foi ao hospital para saber do estado de saúde do parlamentar, ex-militante do Partido Socialista, que saiu da legenda após ver-se envolvido em um caso de financiamento ilegal por uma empresa privada em sua campanha eleitoral anterior.

Agora, como candidato independente e com seu prestígio desgastado, Rossi enfrenta, segundo as pesquisas, um panorama difícil em Tarapacá, região na qual serão eleitos dois senadores no próximo domingo.

A agressão, a primeira contra um candidato na atual campanha, ocorreu depois que o ex-presidente Ricardo Lagos (2000-2006) publicou um vídeo de apoio a Fulvio Rossi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos