Chanceler chileno confirma envio de avião para procurar submarino argentino

Santiago do Chile, 17 nov (EFE).- O ministro das Relações Exteriores do Chile, Heraldo Muñoz, confirmou nesta sexta-feira que seu país enviará um avião de observação para colaborar nos trabalhos de busca do submarino San Juan, da marinha argentina, com o qual não há contato desde a madrugada de quarta-feira.

"(A presidente) Michelle Bachelet telefonou para o presidente (Mauricio) Macri, ofereceu ajuda e há um avião de observação para detectar, e que pode funcionar durante a noite e o dia, que está decolando para ir a Trelew e colaborar com os trabalhos de busca", detalhou o chefe da diplomacia chilena.

Em declarações à "CNN Chile", o chanceler Muñoz explicou que o avião que participará da operação "é de alta tecnologia e vai colaborar com os trabalhos das forças armadas argentinas", disse.

"Espero que isto (o avião) possa servir, e se houver algo mais que possamos fazer, tenho certeza que as Forças Armadas, e a Marinha em particular, estarão à disposição para cooperar", concluiu o ministro das Relações Exteriores chileno.

O submarino San Juan, com 44 tripulantes, tinha partido na segunda-feira do porto de Ushuaia, no extremo sul da Argentina, e retornava a sua base, na cidade de Mar del Plata, na província de Buenos Aires.

O submarino reportou sua posição pela última vez na madrugada de quarta-feira e, "após um tempo prudencial" sem que fosse possível estabelecer comunicação, o protocolo de busca foi acionado no fim da tarde de quinta-feira.

O submarino tinha ido a Ushuaia para participar de um treinamento integrado com a frota marítima e as aeronaves da marinha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos