Macri dispõe de "todos os recursos" necessários para achar submarino perdido

Buenos Aires, 18 nov (EFE).- O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou na sexta-feira que seu governo está comprometido a utilizar "todos os recursos nacionais e internacionais" que são necessários para encontrar o submarino da Marinha com 44 tripulantes a bordo dos quais não há notícias desde a última quarta-feira.

"Estamos em contato com as famílias da tripulação do submarino ARA San Juan, para informá-los e apoiá-los. Compartilhamos sua preocupação e a de todos os argentinos", disse o presidente, através de sua conta oficial do Twitter.

Na manhã de quarta-feira, a Marinha argentina confirmou que um dos seus submarinos, com 44 tripulantes, relatou sua posição pela última vez, na madrugada, por isso que, após um tempo prudencial sem comunicação com o navio, foi ativado no final da tarde de quinta o protocolo de busca.

O submarino tinha partido na última segunda-feira do porto do sul de Ushuaia e voltava para sua base, em Mar del Plata.

O plano de busca do submarino, de origem alemã, se concentra em uma área a 430 quilômetros do ponto mais próximo do litoral ao sudeste da península Valdés, na província patagônica de Chubut.

"Estamos empenhados em usar todos os recursos nacionais e internacionais que sejam necessários para encontrar o submarino ARA San Juan o mais rápido possível", ressaltou Macri.

Os governos do Chile, Estados Unidos e Reino Unido já ofereceram apoio logístico e troca de informação na busca pelo submarino, em uma ação que a Argentina já organizou vários navios e aviões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos