Topo

Guarda costeira argelina detém 286 pessoas que pretendiam chegar à Europa

19/11/2017 20h49

Argel, 19 nov (EFE).- Os serviços de guarda costeira da Argélia detiveram nas últimas horas 286 pessoas que pretendiam viajar para a Europa de forma irregular em várias embarcações precárias, informou neste domingo o Ministério de Defesa do país.

Em comunicado, a fonte explicou de maneira sucinta que os migrantes foram detidos em diferentes operações no Mediterrâneo entre quinta-feira e sábado, sem oferecer mais detalhes, como o país de origem dos viajantes.

O tráfego de pessoas através do Mediterrâneo aumentou nos últimos dois meses na Tunísia e na Argélia, em grande parte por causa do acordo que as autoridades italianas assinaram de forma secreta com diversas milícias para conter a imigração irregular no litoral líbio.

A isso se soma a contínua deterioração das condições de vida em ambos os países, imersos em uma grave crise econômica e social.

Na Tunísia, o número de cidadãos que arriscaram a vida no mar triplicou desde agosto, enquanto mais de 1.200 argelinos conseguiram este ano atravessar Mediterrâneo desde as praias do leste do país em direção à ilha da Sardenha.

Segundo a Organização Internacional das Migrações (OIM), mais de 158 mil imigrantes conseguiram chegar este ano à Europa, enquanto 2.982 morreram no mar tentando realizar a travessia.