Papa reza pela tripulação de submarino argentino desaparecido

Cidade do Vaticano, 19 nov (EFE).- O papa Francisco reiterou neste domingo sua preocupação com a tripulação do submarino da Marinha argentina desaparecido com 44 tripulantes a bordo e do qual não se sabe nada desde a quarta-feira passada.

O pontífice disse que reza pelas "pessoas da tripulação do submarino militar argentino do qual se perdeu o rastro" após a tradicional oração do Ângelus perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro.

Já no sábado Francisco havia enviado uma mensagem ao ordinário militar argentino, Santiago Olivera, para encorajar os esforços para encontrar o submarino.

"O papa Francisco assegura sua fervente oração pelos 44 tripulantes do 'A.R.A. San Juan', que se encontra desaparecido desde a quarta-feira passada e lhe roga que envie a seus familiares e às autoridades militares e civis desse país a sua solidariedade nestes difíceis momentos", disse o papa na sua mensagem do sábado.

Na quarta-feira passada, a Marinha argentina confirmou que um de seus submarinos, com 44 tripulantes, reportou pela última vez sua posição na madrugada daquele dia, razão pela qual, passado um tempo prudencial sem ter comunicação com a embarcação, resolveu ativar na última hora da tarde de quinta-feira o protocolo de busca.

Ontem a Marinha Argentina detectou sete chamadas satelitais realizadas a diferentes bases possivelmente do submarino que "não chegaram a estabelecer contato", e as autoridades do país colaboram com uma empresa americana especializada para determinar a localização precisa do emissor dos sinais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos