Elizabeth II e duque de Edimburgo comemoram bodas de platina

Viviana García.

Londres, 20 nov (EFE).- A rainha Elizabeth II e o duque de Edimburgo comemoraram nesta segunda-feira suas bodas de platina, aniversário marcado pelo soar dos sinos da Abadia de Westminter, o templo onde a monarca se casou há 70 anos.

Elizabeth II, coroada há 65 anos e a rainha com mais tempo no trono, voltou a alcançar hoje outra marca histórica, ao se tornar a primeira soberana britânica a celebrar bodas de platina.

Por conta deste acontecimento, o palácio de Buckingham, residência da família real, divulgou nesta segunda-feira três fotografias do casal, feitas pelo fotógrafo Matt Holyoak no início deste mês na sala branca do castelo de Windsor.

Nas fotos, a rainha, de 91 anos, aparece com um vestido de Angela Kelly de cor nata, acompanhado de um broche de diamantes e rubis, desenhado pelo joalheiro Andrew Grima, e seu inseparável colar de pérolas de três voltas, enquanto o duque, de 96, vestia um blazer em tom marrom e uma gravata cor bordô.

Em uma das fotos, o duque olha com certo ar de ternura sua esposa, e em outra a rainha aparece sentada em uma grande cadeira dourada enquanto o príncipe Filipe permanece de pé. Na terceira, o casal olha relaxado para a câmera de Holyoak.

Além destas imagens, os correios emitiram selos comemorativos e a Abadia de Westminster, no centro de Londres, badalou seus sinos às 13h.

Ao contrário das bodas de ouro - em 1997 -, quando houve uma missa especial em Westminster, nesta ocasião o casal decidiu comemorar seu aniversário na intimidade do castelo de Windsor, ao oeste de Londres, onde haverá nesta noite um jantar familiar.

Quando se casou, em 20 de novembro de 1947, Elizabeth II era princesa herdeira de 21 anos, e o duque um membro da Marinha Real Britânica de 26 anos, cuja união ajudou a melhorar o ânimo do Reino Unido, que acabava de sair da II Guerra Mundial, quando país estava imerso em um duro regime de racionamento.

Desta união real nasceram os quatro filhos do casal: o príncipe Charles, herdeiro ao trono (1948); a princesa Ana (1950); Andrew, o duque de York (1960), e o príncipe Edward, conde de Wessex (1964).

Elizabeth II e o príncipe Felipe têm, além disso, oito netos - Peter e Zara Phillips, os príncipes William e Harry, as princesas Beatrice, Eugenie e Louise e James Windsor - e cinco bisnetos: Savannah e Isla Philips, Mia Tindall e os príncipes Jorge e Charlotte, estes dois últimos filhos dos duques de Cambridge.

Ao longo destes 70 anos, Elizabeth II e seu marido foram testemunhas de eventos vitais da história do Reino Unido e tiveram que superar juntos momentos que abalaram os alicerces da monarquia, como a separação em 1992 do príncipe de Charles da princesa Diana e a morte desta cinco anos depois em um acidente de trânsito em Paris.

Desde o anúncio de compromisso da rainha, em 9 de julho de 1947, o príncipe consorte foi o apoio permanente da soberana, apesar de suas já muito conhecidas gafes durante alguns eventos oficiais.

Devido à sua avançada idade, o palácio comunicou há alguns meses a aposentadoria do duque da vida pública, embora ele ainda acompanhe Elizabeth II em certas ocasiões.

Naquele 20 de novembro de 1947, os dois se casaram diante de 2 mil convidados em uma cerimônia transmitida pela televisão e oficiada pelo então arcebispo da Cantuária, Geoffrey Fisher, na Abadia de Westminster, o templo anglicano onde, desde o século XII, foram celebrados 16 casamentos reais, o último deles o dos duques de Cambridge, em 2011.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos