Ucrânia classifica visita de Putin à Crimeia como uma "amostra de desprezo"

Kiev, 20 nov (EFE).- A Ucrânia classificou nesta segunda-feira a recente visita do presidente da Rússia, Vladimir Putin, à península da Crimeia como uma amostra de "desprezo cínico e demonstrativo" em relação a sua soberania e às normas do direito internacional.

O Ministério das Relações Exteriores ucraniano enviou a Moscou uma nota de protesto por Putin ter viajado no fim de semana à Crimeia, anexada ilegalmente pela Rússia em 2014, para inaugurar um monumento em homenagem ao czar russo Alexandre III.

"A Ucrânia considera esta visita como uma violação flagrante da soberania e da integridade territoriais do país, uma amostra de desprezo cínico e demonstrativo da Rússia para com as normas universalmente reconhecidas no direito internacional", afirma o comunicado.

Kiev reiterou que a República Autônoma da Crimeia e a cidade de Sebastopol, às quais define como territórios "temporariamente ocupados", continuam sendo parte integral da Ucrânia.

As autoridades ucranianas também destacaram que a comunidade internacional rejeitou as ações da Rússia ao anexar a península.

"Isto é um fato reconhecido pelo mundo inteiro mediante a aprovação de resoluções por parte da ONU, do Conselho Europeu, da OSCE e outras organizações internacionais, assim como a imposição de sanções contra o Estado ocupante", acrescenta o texto.

A península da Crimeia, que fica no sul da Ucrânia, está sob controle de Moscou desde março de 2014, após a realização de um referendo não reconhecido pelo governo de Kiev, nem pela comunidade internacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos