Parlamento do Zimbábue debate moção de censura contra Mugabe

Harare, 21 nov (EFE).- A câmara baixa do Zimbábue iniciou nesta terça-feira uma reunião para debater uma moção de censura contra o presidente Robert Mugabe, que perdeu o apoio de seu próprio partido desde a intervenção militar de terça-feira passada, informaram os veículos de imprensa locais.

Posteriormente, é esperada uma sessão conjunta da câmara baixa e do Senado que começará às 16h30 (12h30, em Brasília) no Centro Internacional de Convenções de Harare, capital do país.

O partido de Mugabe, a União Nacional Africana de Zimbábue-Frente Patriótica (ZANU-PF), conta com maioria em ambas as câmaras e a imprensa local indica que a principal formação opositora, o Movimento pela Mudança Democrática (MDC-t), apoiará a moção.

A ZANU-PF anunciou ontem que iniciaria os procedimentos para destituir Mugabe na câmara Baixa, um dia depois de tê-lo destituído como número um da formaçã e substituí-lo pelo ex-vice-presidente Emmerson Mnangagwa.

Mugabe, de 93 anos, poderia sair do poder que exerce desde 1980 depois de perder o apoio do partido que fundou após a intervenção militar de terça-feira, desencadeada pela destituição de Mnangagwa, forçada pela facção da ZANU-PF afim às ambições de poder da primeira-dama, Grace Mugabe.

A ZANU-PF tinha dado um ultimato até ontem para que renunciasse perante a ameaça de iniciar os trâmites para apresentar a moção de censura contra ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos