Presidentes de África do Sul e Angola vão ao Zimbábue para mediar crise

Johanesburgo, 21 nov (EFE).- Os presidentes da África do Sul, Jacob Zuma, e de Angola, João Lourenço, viajarão nesta quarta-feira ao Zimbábue para mediar na crise que pode resultar na saída do chefe de Estado zimbabuano, Robert Mugabe, depois de 37 anos no poder, informaram nesta terça-feira veículos de imprensa locais.

Os dois decidiram fazer essa viagem durante a cúpula de emergência da organização regional Comunidade para o Desenvolvimento da África Meridional (SADC, na sigla em inglês) sobre a situação no Zimbábue, realizada hoje em Luanda, a capital angolana, segundo a emissora de televisão pública sul-africana "SABC".

Zuma irá ao Zimbábue na qualidade de presidente da SADC e Lourenço como chefe da "troika" da organização.

Os dois chegarão amanhã em Harare, a capital do Zimbábue, onde devem se reunir com todas as partes envolvidas na crise política que assola o país desde a intervenção militar da última terça-feira, inclusive Mugabe.

Robert Mugabe, de 93 anos, enfrenta a sociedade civil e aliados tradicionais, como os veteranos de guerra e integrantes de seu próprio partido, que o destituiu ontem da liderança do mesmo e iniciou os trâmites para apresentar uma moção de censura parlamentar contra ele depois que o prazo que lhe foi dado para renunciar expirou.

O exército se levantou contra o governo depois da destituição do vice-presidente Emmerson Mnangagwa, supostamente forçada pela facção do partido governante vinculada às ambições de poder da primeira-dama, Grace Mugabe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos