PUBLICIDADE
Topo

Primeiro voo humanitário chega a Sana após duas semanas de bloqueio aéreo

22/11/2017 13h28

Sana, 22 nov (EFE).- O aeroporto internacional de Sana retomou nesta quarta-feira suas atividade e um avião com ajuda e pessoal humanitário aterrissou pela primeira vez depois do bloqueio imposto pela coalizão militar liderada pela Arábia Saudita desde o começo de novembro.

A televisão governamental controlada pelos rebeldes houthis em Sana informou que um avião do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) chegou nesta quarta-feira ao aeroporto com ajuda humanitária e funcionários da organização, sendo o primeiro voo humanitário desde 6 de novembro.

Além disso, outro avião russo, que transportava trabalhadores da embaixada da Rússia em Sana, aterrissou também nesta manhã no aeroporto, segundo a televisão.

O ministro de Transporte do Governo rebelde, Zakaria al Shami, anunciou ontem que o aeroporto de Sana já estava pronto para receber voos humanitários e civis após a reparação dos danos causados por caças da coalizão árabe.

No último dia 14, a Autoridade Geral da Aviação Civil do Iêmen, controlada pelos houthis, afirmou que a coalizão árabe tinha bombardeado o sistema de navegação do aeroporto internacional de Sana.

A coalizão árabe, que luta contra os rebeldes houthis no Iêmen desde 2015, anunciou no último dia 6 o bloqueio temporário de todos os portos aéreos, marítimos e terrestres iemenitas, embora no dia 13 afirmou que reabriria o acesso às zonas controladas pelas autoridades.

A medida corresponde ao lançamento de um míssil balístico por parte dos houthis contra o território saudita, que foi interceptado perto de Riad e que as autoridades sauditas acreditam que foi facilitado aos rebeldes pelo Irã.