Odebrecht terceirizou obra no México para locador de ministro, diz ONG

Cidade do México, 24 nov (EFE).- O dono de duas residências onde morou o secretário de Governo do México, Miguel Ángel Osorio, obteve de forma triangular a execução de uma obra da Pemex, indicada no Brasil se tivesse sido atribuído à construtora Odebrecht através de propina, de acordo denunciou nesta sexta-feira uma ONG.

Um contrato que a estatal Pemex alocou tinha sido atribuído a Odebrecht terminou parcialmente nas mãos do locador de Osorio, Carlos Aniano Sosa Velasco, um construtor do estado mexicano de Hidalgo, afirmou através de um comunicado, a ONG Mexicanos Contra a Corrupção e a Impunidade (MCCI).

De acordo com documentos obtidos pela organização, a construtora brasileira cedeu a subcontratados toda a obra que Pemex lhe tinha atribuída, em dezembro de 2013, para a modernização da refinaria de Tula, Hidalgo, e entre as empresas que foram beneficiadas estavam duas construtoras de propriedade de Aniano Sosa.

A obra foi reportada a várias autoridades do México e Brasil, por terem sido executadas por atos de corrupção, como subsídios diretos em troca de US$ 6 milhões em propinas e sobrecustos de até 300% em materiais, indicou a associação civil.

O contrato original atribuído a Odebrecht foi de 1.666 milhões de pesos (US$ 89,7 milhões), mas subiu para 2.686 milhões de pesos (US$ 144,6 milhões) devido ao fato de que quase toda a obra foi subcontratada, segundo o expediente ao que MCCI teve acesso.

O Grupo Construtor Tulancingo e as Construções Sky Universal, ambas de propriedade de Aniano Sosa, aparecem como subcontratadas da Odebrecht no contrato, cujo expediente foi revezado pela Pemex à Procuradoria-Geral da República (PGR, promotoria) para integrá-lo à investigação do caso, apontou a ONG.

Carlos Aniano Sosa Velasco é dono de duas residências que Osorio ocupou em Bosques de Las Lomas e Lomas de Chapultepec a partir de 2011, quando concluiu seu período como governador de Hidalgo e se mudou para a Cidade do México, com o objetivo de participar da campanha eleitoral do então candidato do Partido Revolucionário Institucional (PRI) e hoje presidente, Enrique Peña Nieto.

A primeira casa que onde morou Osorio, entre os anos de 2011 e 2014, é propriedade das Construções Sky Universal. Posteriormente, o secretário de Governo ocupou outra residência do Grupo Construtor Tulancingo.

Para executar a obra na refinaria de Tula, a Sky e Grupo Construtor Tulancingo se aliaram com Construções Industriais Tapia, que foi apontada por um delator da Odebrecht de ter sido recomendada por Emilio Lozoya, hoje ex-diretor da Pemex, para obter contratos com a companhia petrolífera estatal mexicana.

A ONG Mexicanos Contra a Corrupção e a Impunidade é uma associação civil que divulgou diversos casos de suposta corrupção de funcionários do governo de Peña Nieto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos