Santos pede a Maduro que aceite apoio humanitário da comunidade internacional

Bogotá, 28 nov (EFE).- O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, pediu nesta terça-feira ao seu homólogo da Venezuela, Nicolás Maduro, que aceite o "apoio humanitário" da comunidade internacional que, segundo assegurou, se ofereceu para enviar comida e remédios ao país.

"Oferecemos há muito tempo apoio humanitário em matéria de comida e remédios e o governo venezuelano negou. Eu reitero a solicitação para que permita este apoio humanitário que lhe oferecemos, a Colômbia e a comunidade internacional, em matéria de comida e remédios", disse Santos em Bogotá durante um ato com escoteiros.

Maduro acusou Santos em várias ocasiões de proibir a venda de remédios que a Venezuela importa da Colômbia, mas o governante colombiano ressaltou que "é absolutamente falso" que tenha bloqueado qualquer venda de remédios.

Além disso, ressaltou que "Maduro parece não se dar conta que os venezuelanos estão sofrendo com a falta de alimentos e morrendo de doenças por falta de remédios".

"Permita, presidente Maduro, que a comunidade internacional ajude ao povo venezuelano neste momento de grave crise, uma crise provocada pelo regime e não pela Colômbia nem por fatores externos como tantas vezes insinuou", destacou.

Por fim, Santos garantiu que os colombianos "sempre" serão solidários com os venezuelanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos