PUBLICIDADE
Topo

Ciclone "Ockhi" provoca 7 mortes e evacuações no Sri Lanka e na Índia

30/11/2017 10h43

Colombo, 30 nov (EFE).- Pelo menos sete pessoas morreram e cinco estão desaparecidas no Sri Lanka devido aos efeitos do ciclone "Ockhi", que está passando por essa ilha e pelo sul da Índia, onde centenas de pessoas estão sendo evacuadas à espera que a situação piore nas próximas horas.

No Sri Lanka, o Centro de Gestão de Desastres (DMC, em inglês) informou que o número de afetados pelas fortes chuvas e ventos que começaram ontem à noite na ilha já chegou a 20.000 pessoas.

O "Ockhi" destroçou mais de 200 casas e danificou parcialmente outras 3.000 na ilha, onde as autoridades estão evacuando centenas de pessoas pelo temor de que ocorram deslizamentos de terra em várias áreas, detalhou o DMC em comunicado.

Por enquanto, 1.036 pessoas foram evacuadas perante a chegada da tempestade que na manhã de hoje se situava sobre Comorin, no sul da Índia, 340 quilômetros ao oeste-noroeste da cidade de Galle, no Sri Lanka, e espera-se que se mova com rumo oeste-noroeste nas próximas 24 horas.

A tempestade, que tem ventos máximos constantes de entre 60 e 70 quilômetros por hora, já provocou danos a infraestruturas e edifícios, especialmente por árvores caídas nas partes oeste e sul da ilha, que esperam mais chuvas e ventos de até 100 quilômetros por hora para as próximas 24 horas. O DMC também alertou de possíveis inundações.

No estado de Tamil Nadu, no sul da Índia, já foram evacuadas 315 pessoas a vários refúgios da região e os trabalhos para transferir muitas mais continuam em andamento, indicou à Efe o subcomissário da Autoridade Estadual de Gestão de Desastres de Tamil Nadu, N. Suresh.

De acordo com o Departamento Meteorológico da Índia, até lá o ciclone terá se intensificado e se transformado em uma "tempestade ciclônica severa".

Em meados desse ano, as chuvas associadas à temporada de monções e o ciclone "Amora" deixaram pelo menos 212 mortos e 79 desaparecidos no Sri Lanka.