Congressista dos EUA utilizou US$ 84 mil públicos em caso de assédio sexual

Washington, 1 dez (EFE).- O congressista republicano Blake Farenthold utilizou US$ 84 mil de dinheiro público para resolver uma acusação de assédio sexual, informou nesta sexta-feira a imprensa americana.

Farenthold, representante do estado do Texas, é o único congressista de quem se sabe publicamente que utilizou uma conta de recursos reservados ao Congresso, estabelecida desde 2013, para pagar por uma acusação de assédio.

Em 2014, a ex-diretora de comunicação do congressista, Lauren Greene, o acusou de fazer comentários para demonstrar o seu interesse em uma relação sexual, inclusive dizendo que tinha fantasias sexuais com ela.

"Não posso confirmar ou desmentir esse acordo que envolve o meu escritório porque a Lei de Prestação de Contas do Congresso me proíbe responder a isso", afirmou Farenthold em comunicado nesta sexta-feira.

Os US$ 84 mil de fundos públicos são parte dos US$ 359.450 com os quais os escritórios do Congresso responderam a seis casos nos quais houve conflitos entre duas partes por diferentes motivos, segundo confirmou o Escritório de Cumprimento do Congresso em resposta a um requerimento do Comitê de Administração da câmara baixa.

Segundo os dados divulgados ao comitê, os recursos públicos foram utilizados para pagar acordos que envolviam acusações contra seis membros dos escritórios da câmara, entre elas duas alegações de discriminação por sexo e uma de assédio sexual.

Perante uma acusação de discriminação por idade, a quantia a ser paga foi de US$ 76 mil; US$ 7 mil para o acordo perante acusações de discriminação de sexo e religião; US$ 37.250 por conta de um conflito por marginalização por incapacidade; US$ 150 mil por discriminação pelo status de veterano, e US$ 5.200 por raça, origem nacional, serviço militar e represálias.

Essas informações são reveladas após semanas de escândalos de supostos abusos sexuais que envolveram famosos nomes do cinema, da política e do jornalismo nos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos