Em missa para 100 mil pessoas, papa ordena 16 sacerdotes em Bangladesh

Daca, 1 dez (EFE). - O papa Francisco realizou nesta sexta-feira uma missa para cerca de 100 mil fiéis, conforme dados oficiais, no Parque Suhrawardy Udyan, em Daca, e ordenou 16 novos padres para a pequena comunidade católica do país, que tem 500 mil pessoas, o equivalente a 0,2% da população.

Francisco chegou a Daca ontem, depois de passar por Mianmar, e, como explicou no discurso às autoridades de Bangladesh, a sua prioridade nesta viagem é mostrar proximidade com essas pessoas. Muitos viajaram horas para estar ali e, enquanto passava no papamóvel, Francisco ouviu gritos entusiasmados de "Viva o papa!", em bengali.

Para essas pessoas ele dedicou algumas palavras de improviso para agradecer a generosidade pelos sacrifícios.

"Sei que muitos de vocês vieram de longe, com uma viagem de mais de dois dias. Obrigado por esta generosidade! Isto mostra o amor que vocês têm pela Igreja, isto mostra o amor que vocês têm por Jesus Cristo. Muito obrigado! Muito obrigado pela generosidade de vocês, muito obrigado pela fidelidade de vocês! Sigam em frente, com o Espírito das Bem-aventuranças", disse.

O pontífice também pediu para que o público rezasse pelos sacerdotes de Bangladesh, especialmente pelos que receberam a ordenação hoje.

A Igreja de Bangladesh considerou um presente do papa a ordenação dos 16 padres durante a cerimônia. Todos foram alunos do Seminário Maior do Espírito Santo, o único do país e que atualmente tem 400 estudantes. Segundo o Vaticano, essa é uma situação diferente da tendência atual no panorama nos continentes americano e europeu, onde se verifica uma diminuição das vocações religiosas.

Um dos novos sacerdotes é o jovem Jashim Murmu, de Dinajpur. Ele será o primeiro padre do seu distrito, totalmente composto por habitantes pertencentes à tribo santal, segundo a agência do Vaticano que se ocupa das missões papais ao exterior, a "AsiaNews".

O ritual da ordenação começou com a leitura do nome de cada um deles, que responderam em inglês "presente". Depois, os presbíteros contestaram às perguntas do papa sobre as suas promessas de fidelidade, castidade e obediência.

Em Bangladesh, país com 163 milhões de habitantes, onde deles 90% é muçulmano, a Igreja Católica conta com uma arquidiocese, sete dioceses e 34 congregações religiosas, com 380 sacerdotes e 1.500 freiras, segundo a "AsiaNews". Atualmente, Bangladesh é o quarto país com mais muçulmanos do planeta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos