Merkel e Schulz estão dispostos a negociar coalizão, segundo jornal alemão

Berlim, 1 dez (EFE).- O bloco conservador da chanceler alemã, Angela Merkel, e o líder social-democrata, Martin Schulz, estão dispostos a abrir negociações para uma nova grande coalizão de governo, informou nesta sexta-feira o jornal "Bild", após a reunião realizada ontem à noite com a mediação do presidente do país, Frank Walter Steinmeier.

De acordo com esse jornal, a reunião entre ambos líderes, junto com o chefe da União Social-Cristã da Baviera (CSU), Horst Seehofer, aliado de Merkel, terminou com este princípio de acordo, que deverá ser submetido agora às cúpulas dos respectivos partidos.

Merkel, Schulz e Seehofer tiveram ontem seu primeiro encontro, dez semanas depois das eleições gerais, a pedido do presidente do país e com o objetivo de buscar vias para conseguir um governo estável e evitar a convocação de novas eleições.

A reunião foi encerrada após pouco mais de duas horas, sem declarações por parte de nenhum dos participantes, de acordo com o previsto, já que os três líderes devem abordar os conteúdos com as cúpulas dos seus partidos.

Steinmeier tinha convocado os líderes para o diálogo depois do fracasso das negociações para formar um governo entre o bloco conservador de Merkel - integrado pela sua União Democrata-Cristã (CDU) e a CSU bávara - com os verdes e os liberais.

Schulz tinha rejeitado, tanto na campanha eleitoral como após os pleitos, a possibilidade de uma nova grande coalizão, por considerar que o seu partido deveria passar para a oposição.

No entanto, após o pedido do presidente Steinmeier, começou a ceder e se mostrou disposto a abrir o diálogo nesse primeiro encontro de ontem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos