Obama afirma que não tem evidências de que Paquistão soubesse de Bin Laden

Nova Délhi, 1 dez (EFE).- O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta sexta-feira que não tem provas de que o Paquistão soubesse que Osama bin Laden encontrava-se em seu território quando foi abatido, em 2011, mas reconheceu que há "elementos" nesse país que não foram bons parceiros na luta contra o terrorismo.

"Não temos provas de que o governo paquistanês soubesse da presença de Osama bin Laden ali, isso é algo que obviamente confirmamos", disse Obama ao seu entrevistador no Encontro de Líderes promovido pelo jornal indiano "Hindustan Times" em Nova Délhi.

No entanto, Obama reconheceu que em algumas ocasiões houve "elementos" - que se recusou a identificar - no Paquistão que "não foram bons parceiros" dos EUA na luta contra o terrorismo.

"Embora o Paquistão tenha sido de muitas formas um parceiro na luta contra certas organizações terroristas, o que também é certo é que há elementos que algumas vezes não foram bons parceiros nossos", destacou.

Obama afirmou que é certo, e "uma compreensível fonte de frustração", que algumas vezes "há conexões" entre organizações terroristas baseadas no Paquistão e elementos que estão conectados com várias entidades oficiais dentro do Paquistão.

Na madrugada de 2 de maio de 2011, 23 fuzileiros americanos entraram em solo paquistanês em dois helicópteros vindos do Afeganistão para matar o terrorista mais procurado do mundo, em uma operação na qual também morreram dois guarda-costas do saudita, a mulher de um deles e um dos filhos do líder da Al Qaeda.

A missão, de 38 minutos de duração, foi realizada sem o conhecimento das autoridades civis e militares paquistanesas, de acordo com a versão oficial de Islamabad e Washington.

O Paquistão amanheceu então em estado de choque, não pelo fato de que o líder da Al Qaeda residisse junto com sua numerosa família na cidade militar de Abbottabad, mas porque os Estados Unidos tinham violado sua soberania.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos