Terrorista morto em Tbilisi é suposto organizador de atentado em Istambul

Tbilisi, 1 dez (EFE).- O terrorista checheno Ahmed Chataev, que se suicidou durante uma operação antiterrorista efetuada no último dia 22 de novembro em Tbilisi, é o suposto organizador do atentado que matou 45 pessoas no aeroporto de Istambul em 2016, informou nesta sexta-feira o Serviço de Segurança do Estado (SSE) da Geórgia.

Chataev "detonou uma bomba que levava presa ao corpo durante a operação antiterrorista", disse a porta-voz do SEE, Nino Gorgobiani, em uma coletiva de imprensa.

"A identidade de Chataev foi estabelecida por meio de várias peritagens e uma análise de DNA, que foram realizadas por especialistas do FBI dos Estados Unidos que vieram a Tbilisi especialmente com esse propósito", explicou.

Na operação antiterrorista, que durou mais de 20 horas, morreram três terroristas e um agente das forças de segurança.

Gorgobiani ressaltou que as informações sobre vários terroristas terem conseguido fugir após a operação não correspondem com a verdade.

Chataev combateu contra o exército russo nas fileiras dos separatistas chechenos e mais tarde se refugiou na Europa, onde se vinculou com o Estado Islâmico.

Ele é apontado como suspeito de organizar o ataque terrorista cometido em 28 de junho de 2016 no aeroporto de Istambul, que deixou 45 mortos e 239 feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos