Atentado suicida contra mercado deixa 13 mortos e 53 feridos na Nigéria

Abuja, 2 dez (EFE).- Um atentado suicida realizado por duas mulheres matou pelo menos 13 pessoas e deixou outras 53 feridas neste sábado, em um mercado de Biu, no nordeste da Nigéria, onde o grupo terrorista Boko Haram intensificou sua campanha de terror.

As mulheres, suspeitas de pertencerem ao grupo, detonaram os explosivos que carregavam junto ao corpo por volta das 11h40 locais, informou o porta-voz da polícia local, Victor Isuku, em nota. A cidade de Biu fica no sudoeste de Maiduguri, capital do estado de Borno, e principal reduto do Boko Haram.

"Até agora confirmamos a morte de um total de 13 pessoas, excluindo as duas terroristas suicidas", afirmou Isuku.

Uma delas detonou os explosivos dentro do mercado, enquanto a outra realizou a detonação do lado de fora, explicou a polícia.

Nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque, mas o modus operandi do atentado, segundo a polícia, aponta para o Boko Haram.

O ataque ocorreu um dia depois de um membro do grupo ter assassinado duas crianças em uma escola do estado de Borno.

A Nigéria tem assistido a um aumento do número de ataques suicidas nos últimos meses, apesar de as forças de segurança terem realizado várias operações contra o terrorismo no país.

Como represália à ação policial, os terroristas adaptaram os ataques, escolhendo como alvos pontos considerados frágeis, como tempos religiosos, escolas e campos de refugiados.

O método mais usado pelo Boko Haram são os ataques suicidas realizados por mulheres e meninas. Mais de 20 mil pessoas morreram desde o início da atuação do grupo na Nigéria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos