Oposição venezuelana diz que ainda não há acordos em diálogo com governo

Caracas, 2 dez (EFE).- A oposição da Venezuela reunida na Mesa da Unidade Democrática (MUD) informou neste sábado que seus representantes tinham começado uma segunda rodada de diálogo na República Dominicana com o governo de Nicolás Maduro, mas sem que, até agora, fossem firmados acordos de qualquer ordem.

"Informamos ao país que inicia o segundo dia de negociação. Ontem, sexta-feira, foram discutidos quatro dos pontos e hoje, sábado, abordaremos os dois restantes. Ainda não há acordo", disse a aliança de partidos opositores em uma mensagem difundida no Twitter.

As reuniões começaram ontem em Santo Domingo sob a supervisão dos chanceleres do Chile, Heraldo Muñoz; da Nicarágua, Denis Moncada; do México, Luis Videgaray; do ministro de Governo da Bolívia, Carlos Romero; e do ministro de Finanças de São Vicente e Granadinas, Camillo Gonçalves.

"Os pontos discutidos ontem, sexta-feira, foram: garantias eleitorais, canal humanitário, crise econômica e o colapso institucional. Ao finalizar a jornada deste sábado, informaremos ao país", acrescentou a MUD em sua declaração através da rede social.

A delegação da oposição é liderada pelo chefe do parlamento, Julio Borges, e também estão representados setores econômicos e da sociedade civil.

Por outro lado, o ministro de Comunicação da Venezuela, Jorge Rodríguez, que lidera a delegação governista, garantiu hoje que ambas as partes avançaram ontem em vários pontos da agenda de negociação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos