Argentina vive dia de oração pelos tripulantes do submarino desaparecido

Buenos Aires, 3 dez (EFE).- A Argentina vive neste domingo um dia de oração pelos 44 tripulantes do submarino ARA San Juan, desaparecido há 18 dias, e pelos familiares das vítimas.

O convite à oração foi lançada pelos bispos da Igreja Católica na Argentina, que se disseram "comovidos e perplexos diante da tragédia" que atingiu os tripulantes, "muitos deles muito jovens".

Em comunicado, a Conferência Episcopal da Argentina expressou sua "proximidade e afeto" aos familiares dos "valentes servidores da pátria que desapareceram no mar a bordo do ARA San Juan".

"Em momentos como esses, nenhuma palavra é consolo suficiente. Os cristãos somente encontram alívio para o sofrimento ao buscar Jesus através da oração e da fé", indicou a nota.

Por esse motivo, os bispos fizeram o convite para realizar uma "oração especial" para os tripulantes neste domingo.

Na última quinta-feira, a Marinha da Argentina finalizou as buscas visando um eventual resgate da tripulação. Agora, as equipes tentam apenas encontrar o submarino perdido.

A decisão foi tomada porque, passadas duas semanas, já não há mais condições de sobrevivência. As famílias, no entanto, pedem para que o governo mantenha as buscas para resgatar os tripulantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos