Comandante de unidade especial dos talibãs é morto em bombardeio

Cabul, 3 dez (EFE).- O comandante da unidade vermelha dos talibãs, considerada como uma espécie de força especial dos insurgentes, morreu na sexta-feira em um bombardeio das forças de segurança do Afeganistão na província de Helmand, no sul do país.

Identificado como mulá Shah Wali, conhecido também como mulá Nasir, morreu durante uma operação especial no distrito de Musaqala, informou à Agência Efe uma fonte do Diretório Nacional de Segurança do Afeganistão (NDS), que pediu anonimato.

Wali era comandante da unidade vermelha desde 2014. Desde então, liderou a maior parte das ofensivas dos talibãs no sul, oeste e noroeste do Afeganistão.

Também morreram no bombardeio, segundo a fonte consultada pela Efe, dois outros líderes do grupo insurgente.

"A unidade vermelha do grupo é a mais desenvolvida e melhor equipada dos talibãs entre os insurgentes, e é responsável de tomar parte na maioria das ofensivas, particularmente nas operações especiais", explicou o DNS.

Helmand, uma das principais regiões do mundo de produção de ópio, é uma das províncias mais inseguras do Afeganistão. Os talibãs controlam ou têm influência sobre nove de seus 14 distritos.

Desde o fim da missão de combate da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em 2015, o governo do Afeganistão foi perdendo espaço para os talibãs, controlando agora apenas 57% do país, segundo o inspetor especial geral para a Reconstrução do Afeganistão do Congresso dos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos