Pistoleiros assassinam na rua diretor de universidade filipina

Manila, 3 dez (EFE).- O diretor da Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul da Filipinas (USTP, na sigla em inglês), Ricardo Rotoras, foi assassinado por dois pistoleiros em frente do seu domicílio em Cagayan de Oro, um caso que foi condenado neste domingo por diversos setores.

Rotoras, de 48 anos, recebeu vários tiros na madrugada do sábado e morreu a caminho do Hospital Geral JR Borja em Cagayan de Oro, situada a cerca de 785 quilômetros a sudeste de Manila e capital da província de Misamis Oriental, em Mindanao.

"Somos uma sociedade que ama a paz e temos que acabar com assassinatos desta natureza", disse o presidente do Senado, Aquilino Pimentel, através de um comunicado.

As autoridades ainda não estabeleceram o motivo de um assassinato condenado por senadores e deputados, além de membros do mundo da educação e da cultura.

Rotoras era presidente da USTP desde o ano de 2006 e, além disso, ocupava a presidência da Associação Filipina de Universidades e Colégios Estaduais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos