Raúl Castro comanda cerimônia de homenagem a Fidel em Santiago de Cuba

Havana, 4 dez (EFE).- O presidente cubano, Raúl Castro, comandou nesta segunda-feira uma cerimônia em homenagem ao irmão, o ex-presidente Fidel Castro, no primeiro aniversário do enterro de suas cinzas no cemitério de Santa Ifigênia, na cidade de Santiago de Cuba.

Pela manhã, Raúl Castro e os principais integrantes do governo e do Partido Comunista de Cuba renderam tributo ao líder da Revolução Cubana, morto no dia 25 de novembro de 2016, aos 90 anos, e que foi lembrado um ano depois com diversas homenagens no país.

Durante a cerimônia, transmitida ao vivo pela televisão estatal, foram deixadas flores - em nome do povo de Cuba - no monumento de rocha de Sierra Maestra que guarda os restos do ex-líder.

Fidel governou a ilha de 1959 - ao triunfo da revolução que comandou - até 2006, quando delegou o poder ao irmão por causa de uma grave doença intestinal.

No ato também foram homenageados o "apóstolo de Cuba", José Martí; Carlos Manuel de Céspedes, considerado o "pai da Pátria" e iniciador das guerras de independência; e Mariana Grajales, mãe dos generais Antonio e José Maceo, e batizada como "Mãe dos cubanos", cujos mausoléus ficam próximos ao de Fidel Castro.

O local também recebeu uma grande peregrinação de cidadãos de Santiago de Cuba, que se reuniram na Praça da Revolução Antonio Maceo, o último lugar que há um ano acolheu as cinzas de Fidel Castro antes de sua sepultura definitiva após percorrer várias cidades.

Ainda está previsto que, ao longo desta segunda-feira, cerca de 250 mil pessoas participem dessa peregrinação até o cemitério para prestar homenagem ao ex-mandatário, segundo a imprensa oficial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos