Danny Masterson é demitido de série da Netflix após acusações de estupro

Los Angeles (EUA), 5 dez (EFE).- A plataforma Netflix demitiu nesta terça-feira o ator Danny Masterson, da série "The Ranch", após ser acusado de estupro por três mulheres.

"Como resultado das discussões que estão sendo feitas atualmente, Netflix e os produtores decidiram demitir Danny de 'The Ranch'", indicou a companhia em comunicado, no qual afirmou que a rodagem da série será retomada no início de 2018 sem o ator.

Masterson aparecerá na segunda metade da segunda temporada da série, que estreia no dia 15. Por enquanto, ainda não se sabe se a empresa decidirá substituir Masterson por outro ator, como já ocorreu com Ashton Kutcher no lugar de Charlie Sheen quando este foi demitido da série da CBS "Two and a Half Men".

A polícia de Los Angeles investiga três supostos casos de estupro por parte de Masterson desde março.

As autoridades sustentam que três mulheres denunciaram ter sido agredidas sexualmente por Masterson no início de 2000.

O artista, conhecido por sua participação na comédia televisiva "That '70s Show" e membro da Igreja da Cientologia, negou estas acusações e as relacionou com uma polêmica série documental - "Scientology and the Aftermath" - da atriz Leah Remini contra seu culto.

Masterson negou hoje mais uma vez essas acusações e admitiu, em comunicado, se sentir "decepcionado" com a decisão da Netflix.

"As autoridades investigam estas acusações há mais de 15 anos e determinaram que não tinham fundamento. Nunca fui acusado de nenhum crime e muito menos condenado por isso", indicou o intérprete.

"Neste país, você é inocente até que demonstrem o contrário. No entanto, no atual clima, parece que você é considerado culpado no momento em que é acusado", acrescentou.

Um representante de Masterson afirmou então que uma das denúncias é de um caso ocorrido supostamente há 16 anos e afirmou que a suposta vítima, uma ex-companheira do ator, só o acusou depois de falar com Remini.

"O suposto incidente ocorreu na metade de sua relação de seis anos, depois do qual ela continuou sendo sua namorada", acrescentou o porta-voz, cujo nome não foi revelado.

Este representante garantiu que, durante a relação, a suposta vítima fez "várias e inconsistentes afirmações" de que tinha sido estuprada por pelo menos três famosos atores e músicos.

A decisão da Netflix ocorre após ter cortado relações com Kevin Spacey, protagonista da série "House of Cards", que não aparecerá na última temporada após ter sido acusado de assédio sexual por vários homens, incluídos trabalhadores e ex-funcionários desse programa.

Após o escândalo em torno do poderoso produtor Harvey Weinstein, acusado por dezenas de mulheres em diferentes casos de agressão sexual, Hollywood está imerso em uma enorme polêmica perante o surgimento constante de novas acusações de abuso e assédio sexual que envolvem atores como Spacey, Dustin Hoffman e diretores como Brett Ratner e James Toback.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos