EUA detiveram 454.004 imigrantes no ano fiscal de 2017 para deportação

Washington, 5 dez (EFE).- O governo de Donald Trump deteve 454.001 imigrantes no ano fiscal de 2017, que terminou em setembro, para deportá-los por residirem ilegalmente nos Estados Unidos ou cometerem algum crime, informou nesta terça-feira o Departamento de Segurança Nacional.

Os números mostram uma baixa aproximada de 25% no número de detenções na fronteira e um aumento também de 25% nas detenções dentro dos EUA, cumprindo com a promessa de Trump de endurecer a política migratória para deportar imigrantes que residem ilegalmente no país ou cometeram crimes.

Objetivamente, a Patrulha Fronteiriça deteve 310.531 imigrantes durante o ano fiscal de 2017, o que mostra uma queda em relação ao ano anterior, quando houve 415.816 detenções, e representa o número mais baixo de apreensões na fronteira desde 1971.

Apesar da queda acentuada, a chegada de famílias e crianças que viajam sozinhas subiu, desde maio, todos os meses.

Por sua vez, o Serviço de Imigração e Controle de Alfândegas (ICE), encarregado de deportar os imigrantes de dentro dos EUA, informou que houve 143.470 detenções, o que representa um aumento de 25% sobre as 114.434 detenções do ano anterior. Além disso, o ICE informou que fez 226.119 deportações.

As autoridades dos EUA detêm os imigrantes e os retêm em centros de detenção antes de deportá-los, por isso os números de detenções costumam ser um indicador do número de chegadas irregulares ao país e mostram a quantidade de imigrantes que poderão ser expulsos aos seus países de origem nos próximos meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos