Ex-presidente da Geórgia é tirado de viatura por partidários após ser detido

Kiev, 5 dez (EFE).- O ex-presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, detido nesta terça-feira em sua casa em Kiev, foi retirado da viatura que o levava por vários de seus partidários, que enfrentaram as forças de segurança.

Cerca de 100 pessoas bloquearam a passagem do veículo e quebraram as janelas para libertar o político, que foi detido na manhã de hoje pelo Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU) acusado de golpismo.

Uma vez libertado, Saakashvili, opositor ao governo do presidente ucraniano, Petro Poroshenko, começou a discursar a seus seguidores e convocar uma nova revolução para derrubar o governante e começar "o processo de libertação da Ucrânia".

"Não tenham medo. O exército está do nosso lado", disse Saakashvili perante a multidão que lhe rodeava.

O fundador do partido opositor RNS (Movimento das Novas Forças) se dirigiu junto aos seus partidários às barracas de campanha instaladas em frente ao edifício do parlamento da Ucrânia com a intenção de continuar com os "protestos pacíficos" que iniciou em outubro deste ano.

Esse incidente aconteceu poucas horas depois de uma batida policial em sua casa, na qual foi detido sob a suspeita de "tentar derrubar o governo" de Poroshenko.

Por sua parte, o procurador-geral da Ucrânia, Yuriy Lutsenko, anunciou hoje o início de um processo penal contra Saakashvili por ajudar "participantes de organizações delitivas e ocultar suas atividades criminosas".

Concretamente, Lutsenko acusou Saakashvili, privado da nacionalidade georgiana e perseguido também pela Justiça do seu país, de financiar sua atividade política na Ucrânia com a ajuda do oligarca do gás Sergey Kurchenko, ligado ao ex-presidente ucraniano Viktor Yanukovich.

"Com o dinheiro de Kurchenko, Saakashvili financiou as ações de protesto, que tinham como objetivo tomar o poder e devolver às pessoas próximas a Yanukovich o controle sobre os seus ativos", afirmou Lutsenko em entrevista coletiva.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos