Abbas diz que "Trump viola todas as resoluções e acordos internacionais"

Jerusalém, 6 dez (EFE).- O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, disse nesta quarta-feira que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, viola "todas as resoluções e acordos internacionais" com sua decisão de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

"Nesta declaração, (Trump) escolheu violar todas as resoluções e acordos internacionais e bilaterais e contradizer o consenso internacional expressado por posições de vários países do mundo", ressaltou Abbas sobre a nova política de Washington no conflito palestino-israelense.

Para o líder palestino, as ações dos EUA equivalem às de Israel por "negar os acordos, desafiar a comunidade internacional e incentivar (Israel) a continuar com a política de ocupação, assentamento e limpeza étnica". Além disso, Abbas acrescentou que a decisão de Trump "representa uma retirada de seu papel como promotor do processo de paz".

O líder palestino também advertiu em um discurso televisionado que essas medidas servem aos interesses dos grupos extremistas para situar "o conflito na região como uma guerra religiosa".

O presidente da ANP e da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) acredita que a declaração de Trump de que Jerusalém é a capital de Israel e seu anúncio da mudança da embaixada para lá "não muda a realidade da cidade, nem dará qualquer legitimidade para Israel". "É uma cidade árabe-palestina, islâmica e cristã, e a capital eterna do Estado da Palestina", frisou.

"Este momento histórico deveria servir como um incentivo para que aceleremos e intensifiquemos nossos esforços para terminar com a divisão, restaurar a unidade e assegurar a vitória do nosso povo em sua luta pela liberdade e pela independência", afirmou Abbas sobre o atual processo de reconciliação entre as facções palestinas.

"Continuaremos sendo uma frente unida, defendendo Jerusalém, a paz e a liberdade, e ganharemos o direito do nosso povo de pôr fim à ocupação e conseguir a independência nacional", concluiu Abbas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos