Egito critica decisão de Trump sobre Jerusalém e alerta para consequências

Cairo, 6 dez (EFE).- O Egito criticou em um comunicado a decisão tomada nesta quarta-feira pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e de mudar a embaixada americana no país para esta cidade, e também expressou "grande preocupação" com as consequências desta medida para o Oriente Médio.

"O Egito confirma que a tomada de decisões unilaterais deste tipo representa uma transgressão das resoluções internacionais legítimas e não mudará o estado legal da cidade de Jerusalém, que é considerada ocupada", diz o comunicado.

O país árabe acrescentou que não será possível realizar "nenhum trabalho" para mudar o "status quo" da cidade.

O governo egípcio lembrou que a ONU, na resolução 478 de 1980, rejeita "a decisão israelense de incluir Jerusalém e considerá-la como a capital eterna de Israel".

Além disso, o Egito mostrou sua "grande preocupação com as possíveis consequências desta decisão em relação à estabilidade da região e como ela pode afetar os sentimentos dos povos árabes e islâmicos, levando em conta o grande valor espiritual, cultural e histórico que Jerusalém representa para os árabes e muçulmanos".

O Egito também alegou que sua preocupação está nas "consequências extremamente negativas para o futuro do processo de paz entre palestinos e israelenses, pois a cidade do Jerusalém é uma das questões cuja situação definitiva será determinada através de negociações entre as duas partes".

Egito e Jordânia são os únicos países árabes que assinaram um tratado de paz com Israel e que mantêm relações diplomáticas com o país.

Com a decisão de hoje, os Estados Unidos se transformaram no único país do mundo a reconhecer Jerusalém como capital de Israel, onde nenhuma nação tem sua embaixada pois, após a anexação israelense da parte oriental da cidade em 1980, a ONU pediu à comunidade internacional a retirada das missões diplomáticas da Cidade Santa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos