Liga Árabe realizará reunião de emergência sobre Jerusalém no sábado

Cairo, 6 dez (EFE).- A Liga Árabe convocou nesta quarta-feira uma reunião de emergência dos ministros de Relações Exteriores da região para abordar a intenção dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

A convocação da reunião foi solicitada pela Jordânia, a pedido da Palestina, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comunicou a vários líderes árabes sua intenção de transferir a embaixada americana de Tel Aviv para Jerusalém.

Trump ligou ontem para o rei Abdullah II da Jordânia, o presidente egípcio, Abdul Fatah al Sisi, e o presidente palestino, Mahmoud Abbas, para comunicar sua decisão, que poderia ser anunciada oficialmente hoje.

A Liga Árabe expressou nos últimos dias sua preocupação com as intenções dos Estados Unidos, que julga que podem destruir totalmente o processo de paz e representar uma ameaça à segurança e à estabilidade na Palestina e na região.

Jerusalém Oriental, que os palestinos reivindicam como capital do seu futuro Estado, está ocupada por Israel desde a Guerra dos Seis Dias, de 1967, e foi anexada em 1980 em uma decisão unilateral israelense que não foi reconhecida pela comunidade internacional.

Hoje nenhum país tem sua embaixada em Jerusalém e a transferência da sede diplomática americana seria entendida como o reconhecimento da soberania israelense sobre toda a cidade, incluindo a parte ocupada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos