Marrocos convoca embaixador dos EUA em protesto por planos quanto a Jerusalém

Rabat, 6 dez (EFE).- O governo do Marrocos convocou nesta quarta-feira o encarregado de Negócios dos Estados Unidos em Rabat para entregar uma carta do rei Mohammed VI ao presidente Donald Trump, na qual expressa a "profunda preocupação" marroquina pelos planos de seu governo quanto a Jerusalém.

A carta, cujo conteúdo foi publicado pelo ministério das Relações Exteriores, "rejeita qualquer mudança do status jurídico e político (de Jerusalém) e ressalta a necessidade de respeitar seu simbolismo religioso" diante dos planos dos EUA de reconhecer a cidade como capital de Israel e de transferir sua embaixada de Tel Aviv para lá.

O chanceler marroquino, Nasser Burita, fez a entrega da carta em uma reunião para a qual também foram chamados os embaixadores dos países-membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, aos quais o ministro pediu que "assumam sua total responsabilidade (...) para evitar tudo o que puder causar conflitos e prejudicar a estabilidade na região."

O rei Mohammed VI também chamou hoje o secretário-geral da ONU, António Guterres, para expressar "sua inquietação e preocupação" pelos planos americanos sobre Jerusalém, uma cidade cujo status é "fundamental".

A atitude do Marrocos se soma à da Arábia Saudita, Jordânia e outros países árabes que advertiram de uma forma ou de outra sobre as perigosas consequências caso a capital de Israel passe a ser Jerusalém e a embaixada americana se mude para lá, o que romperia um consenso internacional sobre o assunto.

Este consenso não escrito se baseia no fato de a maior parte da comunidade internacional ter deixado nas mãos dos negociadores palestinos e israelenses essa questão (já que ambas as partes consideram Jerusalém como sua capital), e enquanto têm suas embaixadas abertas em Tel Aviv.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos