Papa expressa preocupação e pede que se respeite status de Jerusalém

Cidade do Vaticano, 6 dez (EFE).- O papa Francisco expressou nesta quarta-feira sua preocupação com o possível reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel por parte dos Estados Unidos e pediu que se respeite o status atual desta cidade.

"O meu pensamento vai para Jerusalém. Não posso calar minha profunda preocupação com a situação que se criou nos últimos dias", declarou Francisco na sala Paulo VI do Vaticano, em uma declaração na qual não citou diretamente o anúncio do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre Jerusalém.

Francisco também fez um apelo para que se realizem todos os esforços para respeitar o status quo da cidade, conforme as pertinentes resoluções da ONU.

O pontífice acrescentou que "Jerusalém é uma cidade única, sagrada para os hebreus, cristãos e muçulmanos, que venera os locais santos das respectivas religiões e tem uma vocação especial para a paz".

Por isso, rogou "para que esta identidade seja preservada e reforçada para todo o benefício da Terra Santa, do Oriente Médio e do mundo inteiro, e que prevaleça a prudência e se evite que sejam acrescentados novos elementos de tensão em um panorama mundial já marcado por tantos e cruéis conflitos".

Francisco não a citou, mas se referia à intenção de Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel e transferir para lá a embaixada dos EUA, que agora está em Tel Aviv, segundo anteciparam funcionários do seu governo.

Embora Israel considere Jerusalém sua capital, a soberania do país sobre a parte oriental da cidade não é reconhecida por grande parte da comunidade internacional, e os palestinos querem estabelecer ali a sede do seu futuro Estado.

A esse respeito, o porta-voz do Vaticano, Greg Burke, confirmou à Agência Efe que o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, ligou para o papa para tratar este assunto.

Burke explicou que a conversa foi iniciativa de Abbas e que inscreve-se em uma série de contatos que o presidente da ANP começou depois da sua conversa com Trump, na qual o americano lhe comunicou sua intenção de transferir a embaixada americana para Jerusalém.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos