Refugiados palestinos no Líbano se manifestam contra decisão de Trump

Beirute, 6 dez (EFE).- Refugiados palestinos no Líbano se manifestaram nesta quarta-feira em várias regiões do país contra o anúncios feitos pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de transferir a embaixada americana para Jerusalém e declarar a cidade como capital de Israel, informou a Agência Nacional de Notícias (ANN)

No campo de refugiados de Baas, na região de Tiro, cerca de 2.000 estudantes se mobilizaram para protestar contra as decisões, disse a agência.

"O governo americano tomou mais uma vez uma decisão a favor do usurpador, mas isso não vai mudar a história e a identidade do Jerusalém, que é a capital do Estado palestino", disse o palestino Abdul Mayid Awad em discurso aos demais manifestantes.

"Trata-se de uma agressão direta contra a nação e o povo palestinos, que são capazes de fazer fracassar as decisões injustas. A decisão do governo Trump é contrária às resoluções da comunidade internacional e não poderá mudar a história", acrescentou.

Os refugiados palestinos se mobilizaram também no acampamento de Bedawi, onde se reuniram na frente do escritório do diretor da Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina (UNRWA).

Outras manifestações similares aconteceram em Beirute e no campo de refugiados palestinos de Ein el Hilweh, o maior do Líbano e localizado nos arredores da cidade de Sidon.

Neste acampamento, o general Maher Chabaita, representando o movimento nacionalista Fatah, classificou a decisão do governo Trump como uma "violação do direito internacional".

"Reconhecer Jerusalém como a capital da ocupação desencadeará o fogo do inferno nesta região", advertiu.

Jerusalém Oriental, que os palestinos reivindicam como capital de seu desejado Estado, está sob controle de Israel desde a Guerra dos Seis Dias de 1967 e foi anexada em 1980 em uma decisão unilateral israelense que não foi reconhecida pela comunidade internacional.

Hoje nenhum país tem embaixada em Jerusalém, e a mudança da sede diplomática americana é outro reconhecimento da soberania israelense sobre toda a cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos