Rivlin considera anúncio de Trump "melhor presente" em aniversário de Israel

Jerusalém, 6 dez (EFE).- O presidente de Israel, Reuven Rivlin, elogiou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por ter reconhecido oficialmente nesta quarta-feira Jerusalém como capital de Israel e anunciado que transferirá a embaixada americana para esta cidade.

"Parabenizo o presidente Donald Trump por seu anúncio (...). Não há um presente mais bonito, nem adequado, quando nos aproximamos dos 70 anos da independência do Estado de Israel", afirmou Rivlin em comunicado.

"Depois do jubileu - 50 anos após a reunificação da cidade - chegou o momento de levar tranquilidade a Jerusalém e ver como a esperança floresce na capital de Israel, o lugar para aonde os peregrinos vêm de todo o mundo. Durante milhares de anos, o povo judeu olhou para Jerusalém, rezou e sonhou com a cidade", completou.

"(A decisão da Casa Branca) é uma conquista no reconhecimento do direito do povo judeu à nossa terra e um marco no nosso caminho para a paz", acrescentou o chefe de Estado israelense Para Rivlin, Jerusalém tem "muitas caras": uma cidade santa e moderna, que permite a liberdade de religião para todas as fés.

"É uma cidade com história e de inovação, um microcosmo da nossa habilidade em viver juntos. (Jerusalém) Não é, e jamais será, um obstáculo para a paz, para os que querem a paz", concluiu.

Em anúncio feito em Washington, Trump confirmou que os EUA reconhecerão a partir de hoje Jerusalém como capital de Israel, uma medida que promete gerar tensões no Oriente Médio e reduzir as chances de uma negociação de paz entre israelenses e palestinos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos