PUBLICIDADE
Topo

Número de mortos em deslizamento de terra no sul do Chile sobe para 13

19/12/2017 19h44

Santiago do Chile, 19 dez (EFE).- As autoridades chilenas informaram nesta terça-feira que subiu para 13 o número de mortos, entre eles dois menores de idade, em Villa Santa Lucía, no sul do país, onde um deslizamento de terra arrasou no sábado parte da cidade e destruiu pelo menos 50 casas.

Segundo o Escritório Nacional de Emergência (Onemi) são dez os desaparecidos, embora os moradores da região informem que 13 pessoas têm seu paradeiro desconhecido.

Pelo menos 500 homens continuam os trabalhos de resgate, enquanto moradores que permaneciam na cidade foram abrigados em uma localidade próxima.

De acordo com relatórios do Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin), o deslizamento foi ocasionado pelo desprendimento da geleira "Yelcho", nos arredores de Villa Santa Lucía, situada no município de Chaitén, na província de Palena, a 1.200 quilômetros de Santiago.

O desprendimento da geleira aconteceu após fortes chuvas que caíram na região - 120 milímetros de água em menos de seis horas -, uma situação que pode se repetir na noite desta terça-feira, segundo relatório meteorológico.

"Amanhã será bastante complicado porque estão previstos cerca de 90 milímetros (de água) entre quarta-feira e sábado, por isso os trabalhos serão paralisados, particularmente durante esta quarta-feira", apontou o secretário regional ministerial da região de Los Lagos, Marco Bochecha.

"Estamos priorizando a segurança das pessoas, por isso os trabalhos serão parados amanhã (quarta-feira), pois pode haver um reacomodamento deste deslizamento que foi gerado no sábado e pode haver algum tipo de movimento de terra", advertiu Bochecha em declarações à "Radio Cooperativa".