PUBLICIDADE
Topo

Ação do exército no sul das Filipinas termina com 5 jihadistas mortos

20/12/2017 08h31

Bangcoc, 20 dez (EFE).- Pelo menos cinco jihadistas morreram e cinco soldados ficaram feridos em um confronto das tropas governamentais contra o grupo rebelde Lutadores pela Liberdade Islâmica do Bangsamoro (BIFF, na sigla em inglês) na ilha de Mindanao, informaram nesta quarta-feira fontes militares.

O enfrentamento armado aconteceu na madrugada da terça-feira no município de Carmen, na província de Cotabato, quando um grupo de soldados encontrou dez jihadistas, detalhou o porta-voz da sexta Divisão de Infantaria do Exército, Arvin Encinas, segundo a emissora de televisão "GMA".

Após uma primeira troca de tiros, o comando militar ordenou o bombardeio aéreo das posições inimigas.

O enfrentamento aconteceu durante uma operação de segurança para neutralizar Esmael Abdulmalik, conhecido como "Comandante Toraife", líder de uma das fações dos Lutadores pela Liberdade Islâmica do Bangsamoro que se distingue por usar a bandeira do Estado Islâmico (EI).

Os Lutadores pela Liberdade Islâmica do Bangsamoro foram criados em 2010 por Ameril Umbra Kato e os combatentes que lhe seguiram após abandonar a Frente Moro de Libertação Islâmica (FMLI), ao renegar o acordo de paz que o segundo tinha alcançado com o governo central.

O conflito armado muçulmano no sul da Filipinas, que envolve grupos como Abu Sayyaf, Maute e o BIFF, causou em quase meio século entre 100.000 e 150.000 mortes, pelo menos 20% delas de civis.