PUBLICIDADE
Topo

Sobe para 7 o número de mortos nos protestos no Curdistão iraquiano

20/12/2017 11h26

Erbil (Iraque), 20 dez (EFE).- O número de mortos durante os protestos de ontem no Curdistão iraquiano subiu para sete, depois da morte de outros dois manifestantes que tinham sido feridos por disparos, informou nesta quarta-feira a polícia.

Ontem outras cinco pessoas morreram e 80 ficaram feridas durante as manifestações convocadas por funcionários do Curdistão devido ao atraso no pagamento dos seus salários na província curda de Suleimaniya.

O governador da província de Halabya, Ozman Ali, ordenou hoje a retirada das bandeiras de todas as sedes dos partidos políticos, em apoio às reivindicações dos manifestantes.

Além disso, afirmou que impedirá que se efetuem operações policiais, inspeções domiciliares, bem como as detenções sem ordem judicial.

O governador também determinou que amanhã será um dia livre para funcionários da província em sinal de luto pelos mortos nos protestos de ontem.