PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump critica meios de comunicação por cobertura da reforma tributária

20/12/2017 13h57

Washington, 20 dez (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lançou novos ataques nesta quarta-feira contra os meios de comunicação do país, desta vez pelo que qualificou como "difamatória" cobertura da reforma tributária, que está prestes a ser aprovada pelos republicanos do Congresso.

"Os cortes de impostos são tão grandes e significativos e, no entanto, as notícias falsas estão fazendo horas extras para seguir o exemplo dos seus amigos, os democratas derrotados, e só difamar", escreveu Trump em sua conta no Twitter.

"Este é realmente um caso onde os resultados falarão por si, começando muito em breve. Empregos, empregos, empregos!", concluiu o presidente.

Trump mantém uma guerra aberta com a maioria dos meios de comunicação americanos, os quais acusa de caluniar e manipular a informação contra seu governo.

No caso do novo plano fiscal, que será a primeira reforma tributária desde 1986 e sua primeira grande vitória legislativa como presidente, os meios têm se concentrado nos efeitos da mesma, especialmente destinada a cortar os impostos das grandes fortunas e das corporações.

Além disso, segundo dados do Escritório Independente de Orçamento do Congresso (CBO, em inglês), a lei tributária aumentará em US$ 1,4 bilhão o valor do déficit americano.

No entanto, Trump considera a aprovação do pacote tributário como um grande feito depois de várias estrondosas derrotas no Capitólio, apesar de ter a maioria republicana nas duas câmaras, como suas reiteradas e falidas tentativas de derrubar a reforma sanitária do seu predecessor, o democrata Barack Obama.

Internacional