Presidente do Uruguai diz que agora é a vez da UE em negociação com Mercosul

Brasília, 21 dez (EFE).- O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, afirmou nesta quinta-feira na Cúpula do Mercosul que a "palavra" está agora com a União Europeia (UE) na negociação com o bloco e opinou que será "uma enorme frustração" se o acordo entre as partes fracassar.

"O contexto em que nos reunimos exige condução política e tomada de decisões", declarou Vázquez na cúpula em Brasília.

Para Vázquez, o Mercosul assumiu "com força, seriedade e responsabilidade" as negociações com a UE e apresentou uma oferta que abrange 92% de seu universo exportador, e agora "a palavra" está com os europeus.

"Mesmo com o nosso empenho, o acordo ainda não foi concretizado" e "o que falta não é uma questão menor", pois se refere, sobretudo, aos pontos relativos à carne bovina e aos biocombustíveis, que são "fundamentais" para o Mercosul, assinalou o governante uruguaio.

Vázquez, que concentrou quase toda a sua intervenção na negociação com a UE, também se disse confiante de que "agora que os europeus têm a palavra, a usarão com responsabilidade, pois seria uma grande frustração se não fosse assim".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos