R.Dominicana desmantela laboratórios que adulteravam álcool após 5 mortes

Santo Domingo, 22 dez (EFE).- As autoridades dominicanas desmantelaram cinco laboratórios que fabricavam álcool adulterado após a morte de cinco pessoas nesta semana depois de consumir a substância, informou nesta sexta-feira o Ministério Público da República Dominicana.

Membros da Procuradoria Especializada de Crimes contra a Saúde, do Departamento de Falsificações da Direção de Investigação Criminal (Dicrim) e da Polícia Nacional conformaram a operação na comunidade de San Luis, município de Santo Domingo Leste.

Na operação foram detidos Porfirio da Rosa Mejía, Diego Díaz Santos e Franklin Estiven Báez, para os quais será solicitada prisão preventiva por violação à Lei Geral de Saúde.

Durante as revistas foram destruídos aproximadamente 83 tanques de fermentação de cevada e melaço que, presumivelmente, eram usados na fabricação de álcool não apto para o consumo humano, bem como também 28 tanques onde as bebidas era destiladas.

Além disso, foi confiscada uma caminhonete com vários embalagens que continham m líquido incolor no interior.

A operação ocorre depois da morte de cinco pessoas nesta semana na província Elías Piña, no sudoeste da República Dominicana, e outras quatro no Haiti, que ingeriram uma aguardente presumivelmente adulterada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos